Braquioplastia – Tudo o que você precisa saber sobre a “flacidez do tchauzinho”

Diga a verdade: você é satisfeita com o aspecto dos seus braços? Se a resposta foi um “não”, saiba que você não está sozinha. A flacidez e a gordura localizada dos braços estão entre os principais motivos que levam os pacientes ao consultório do cirurgião plástico, especialmente as mulheres. 

Os braços podem apresentar não só o acúmulo de gordura, mas também um excesso de pele e flacidez, resultando na perda da definição do contorno da região. Entre as causas dessas alterações, vale destacar:

  • O processo de envelhecimento cutâneo;
  • A tendência genética;
  • O ganho de peso e as oscilações da balança;
  • Alterações hormonais;
  • Hábitos de vida não saudáveis

Mas, afinal, é possível evitar a flacidez e a gordura localizada nas braços?

Sim. Quem aposta em uma rotina saudável, com uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos regularmente, consegue manter a jovialidade dos braços por mais tempo. Mas sabemos que, inevitavelmente, em algum momento da vida, a perda de elasticidade da pele e do tônus muscular podem se manifestar, causando grande desconforto estético.

Como tratar a flacidez e o famoso “tchauzinho”?

Existem opções de tratamento minimamente invasivas para melhorar a flacidez dos braços, como a aplicação de substâncias bioestimuladoras. No entanto, a melhor alternativa para para os casos mais acentuados é a braquioplastia, cirurgia que elimina o acúmulo de pele e gordura dos braços,  melhorando os seus contornos.

Entenda um pouco mais sobre esse procedimento cirúrgico


Também conhecida como lifting braquial ou lifting de braço, a Braquioplastia é a cirurgia mais completa para a remodelação dos braços. Além de retirar o excesso de gordura acumulada, este procedimento também remove quantidades de pele em excesso, diminuindo o tamanho dos braços e definindo de forma completa o seu contorno.


Quem pode fazer uma braquioplastia?

A cirurgia é indicada para pacientes que apresentam excesso de pele ou flacidez excessiva nos braços. Vale dizer que, para realizar o procedimento com segurança, as condições ideais são:

  • O paciente ter bom estado de saúde e não ser fumante;
  • Estar no peso desejado e não sofrer ganhos ou perdas expressivas de peso;
  • Não ter nenhum tipo de doença que possa aumentar os riscos durante a cirurgia ou prejudicar a cicatrização das incisões.

Quais são os principais cuidados do pré-operatório?

Assim como em qualquer cirurgia plástica, a braquioplastia exige que o paciente realize exames laboratoriais e o risco cirúrgico antes do procedimento. Também é importante interromper o uso de medicamentos que aumentam as chances de sangramento ou trombose e, caso seja fumante, interromper o uso do cigarro durante o mês que antecede a cirurgia.

 

Como é feita braquioplastia?

A braquioplastia envolve o reposicionamento da pele no braço e a retirada de seu excesso. Além disso, quando há também o acúmulo de gordura localizada, a braquioplastia pode ser feita em associação com a lipoaspiração.

Em geral, a cirurgia se inicia com uma incisão realizada na região axilar, que se estende para a face interna dos braços. O tamanho do corte depende de fatores como a quantidade de tecido a ser removido e as características de formação do braço de cada paciente.

Em alguns casos, a cicatriz pode ficar localizada próxima à axila, enquanto outros pacientes têm a marca estendida até a dobra do cotovelo. Após a ressecção do excesso de pele, fazemos a sutura da região, devolvendo aos braços um contorno mais harmônico, livre do “tchauzinho” indesejado.

O procedimento geralmente é feito sob anestesia geral, principalmente quando associamos outras cirurgias, como a lipoaspiração ou a mamoplastia.

 

Como é o pós-operatório?

Na maioria dos casos, os pacientes recebem alta hospitalar após 24h de observação. Durante as primeiras semanas, é fundamental manter repouso moderado, com cuidados básicos, como:

  • Não levantar os braços por três semanas;
  • Realizar a drenagem linfática especializada, de acordo com a indicação do cirurgião plástico;
  • Usar as malhas compressivas na região durante um mês;
  • Evitar movimentos bruscos com os braços;
  • Não levantar peso;
  • Não realizar nenhum tipo de exercício físico intenso por 1 mês; 
  • Proteger bem a cicatriz dos raios solares.

Lipoaspiração de braços ou a braquioplastia – Qual fazer?

Enquanto o objetivo principal da braquioplastia é a remoção do excesso de pele, a lipoaspiração de braços visa a aspirar os acúmulos de gordura localizada na região. Mas, afinal, qual das duas técnicas é mais indicada para você?

A escolha da cirurgia ideal deve ser realizada pelo cirurgião plástico, após avaliação individualizada. Pacientes que possuem pouca quantidade de gordura, mas que sofrem com o excesso de pele flácida nos braços geralmente têm indicação de braquioplastia. Por outro lado, o tratamento indicado para quem se incomoda com o aspecto “gordinho” dos braços é a lipoaspiração. É importante dizer que, diferentemente da braquioplastia, a lipo NÃO remove o excesso de pele, ou seja, não trata os casos de flacidez cutânea, apenas remove o acúmulo de tecido gorduroso.

Em muitos casos, esses dois procedimentos podem ser associados para resultados ainda mais satisfatórios.

O ideal é procurar a orientação de um cirurgião plástico experiente para avaliar corretamente o seu caso e esclarecer quais são as melhores opções disponíveis. 

As perguntas mais frequentes sobre a braquioplastia

Quanto tempo depois da cirurgia é possível ver o resultado?

 

Mesmo com o edema (inchaço) inicial, a cirurgia já demonstra efeitos imediatos, melhorando os contornos da região operada. No entanto, para observar o resultado final da braquioplastia, é preciso ter paciência e aguardar o período de recuperação do corpo, com pelo menos seis meses de pós-operatório

Como ficará a minha cicatriz?

O tamanho e o formato da cicatriz resultante dependem de fatores como a técnica cirúrgica, a quantidade de pele a ser retirada e as características anatômicas do paciente. As incisões são feitas de modo a deixarem as cicatrizes as mais escondidas possíveis.

É recomendável evitar a exposição ao sol até o final do período de recuperação para reduzir o risco de formação de manchas na região da cicatriz.

O resultado é para sempre?

Não. Nenhuma cirurgia plástica dura para sempre. A braquioplastia apresenta resultados muito satisfatórios e duradouros, mas o processo de envelhecimento continuará atuando no corpo e na pele. Além disso, se o paciente após a cirurgia não se cuidar e sofrer variações excessivas de peso, pode haver um novo quadro de ptose braquial, necessitando de nova cirurgia.

Dessa forma, é altamente recomendável manter hábitos de vida saudáveis para que os melhores resultados da cirurgia sejam persistentes.

 

Para agendar uma consulta com Dra Iara, acesse nosso formulário de pré-agendamento. 

Compartilhar esse artigo

Não foi postado nenhum comentário. Seja o primeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart